Na última semana estive com a Nestlé em um super café da manhã para entender melhor do que é feito meu cereal matinal. A gente literalmente colocou a mão na massa e reproduziu a receita do Nescau Cereal ali, na hora! Isso sem falar no bate-papo massa sobre ler o que se compra - a gente muitas vezes passa por cima disso né, e é tão importante...


Eu fiz vlog nesse dia lá para a loucura que está sendo o #EverydayMay - vocês estão acompanhando?

Dá o play!


E como eu sei que vocês vão querer a receita do Nescau Cereal caseiro, tomem nota: 


Amei o convite do pessoal da Nestlé - é sempre uma delícia aprender mais sobre nossos produtos favoritos! <3 
A mule, um dos símbolos mais polêmicos da moda no quesito calçados nos anos 90, está de volta. O modelo, que já apareceu nos pés de Marilyn Monroe e Sarah Jessica Parker viveu seus dias de glória apenas na época de SATC (Sex and the City). Porém como já sabemos, a moda se recicla o tempo todo, num ciclo de vai e vem de moldes e modelos. Sendo assim, chegou a hora de reviver as mules. Peças-chave nas coleções atuais de marcas como a italiana Gucci e a nova-iorquina Mansur Gabriel, dentre outras, se firmou como o sapato que você vai querer para atualizar seu look de inverno. Tem alguns vários modelos com diferentes formas de ponteira e saltos mas, hoje quero falar de uma, estilo chinelo, que eu venho namorando há quase 6 meses: a Princetown Velvet Slipper, da Gucci:


E a versão fofa dela para primavera, a Princetown Leather Slipper:


Mas como eu ainda tenho que comer muito arroz com feijão para, quem sabe, comprar meu primeiro Gucci, andei pesquisando modelos inspirados nela e que sejam mais básicos (pois vai que eu não me adapto né, melhor que seja algo fácil de combinar primeiro). E na minha busca, achei algumas opções bem bonitas e com preço acessível para quem quer testar a tendência sem precisar se afundar em dívidas. Dá só uma olhada:

1 - Mocassim Mule Luiza Barcelos 
2 - Mocassim Mule Crysalis R$149,90
3 - Mocassim Mule Dafiti R$79,99
4 - Mocassim Mule Azaléia R$99,90
5 - Mocassim Mule Azaléia - bege - R$99,90
6 - Mocassim Mule Di Cristalli - R$159,90

 Andei também experimentando alguns modelos na Marisa e na Renner mas, ainda não me decidi por uma em especial. Estou por hora namorando a pretinha de pompom que não tem o bico tão pontudo mas ao mesmo tempo se mantém fino, alongando tudo. E aí, o que vocês acham dessa trend? Se renderam ou não? Me contem nos comentários! :)
SalvarSalvar
Uma das novidades mais maravilhosas e de tirar o fôlego que rolaram na última semana foi a notícia de que a Lancôme traz agora uma família de skincare La Vie Est Belle. Sim, agora a nossa fragrância do coração conta com uma linha de tratamento 'gourmand'...  dá uma olhada:


A linha de tratamento inclui gel de banho, loção corporal e hidratante. 
Para o ritual de banho, a linha traz o poderoso extrato de Geleia Real na composição, que ajuda a deixar a pele hidratada, acetinada e perfumada. 
Já o creme corps traz em sua fórmula 15% de manteiga de karité para ajudar a pele a ter viço e elasticidade por mais tempo. 

- Louca pra testar TUDO! <3
Mademoiselle Paris

Fazia muito tempo que eu não me apaixonava assim num tom de esmalte. Tanto, que não me aguentei e tive que vir aqui dividir com vocês, óbvio.
Há tempos que eu ando num amor com tons de nude para as unhas mas, há tempos meus nudes favoritos não mudavam por nada. Mas ao pegar esse novo vidrinho da coleção da Impala que noticiei aqui recentemente e vê-lo nas unhas, caí de amores aos suspiros! O tom é perfeito, orna incrivelmente bem com meu tom de pele. A cobertura é incrível, basta uma pincelada para cobertura total e o tom fica exatamente como o prometido no vidro - o que por si só já é maravilhoso se compararmos com aquelas frustrações de esmalte quase sem pigmento. 
Ele tem um brilho envernizado liiiiindo, mesmo depois de secar. E a durabilidade... bom, essa eu volto no fim da semana para contar pois de tão empolgada, estou escrevendo horas de depois de terminar a manicure e sigo muito encantada. :) 

- E você, me conta qual seu esmalte mude favorito?

Era quinta-feira, véspera de feriado prolongado e o relógio já apontava mais de 9 da noite. Ela havia marcado um encontro com um de seus melhores amigos, Andy, ao final do expediente. Ia entregar alguns chocolates para ele e aproveitariam para tomar um café e colocar um bucadim do papo em dia. Mas, ele atrasou e ela mergulhou na imensidão da livraria que fica ao lado do café. Ela já havia comprado outro livro novo, naquela mesma semana. Se prometera que, iria tirar aqueles feriados para si, lendo boas histórias, viajando para outros lugares, descansando o corpo que andava bem mal-tratado pela correria e stress e ansiedade. É, ela amava morar numa grande cidade mas nunca quis tanto se esconder em um pequeno vilarejo distante. E como sempre, foi atrás de uma das formas mais baratas, relaxantes e deliciosas de viajar: foi atrás de livros novos. 
A dupla adquirida era daquelas de peso: um com crônicas do cotidiano, escrito por um de seus autores favoritos. Outro com uma história promissora de belas imagens para sua imaginação. 
Ela estava radiante. Mal poderia esperar para chegar em casa, debruçar-se sobre eles e deverá-los coma a ânsia de um retirante ao ver água. É, ela estava sedenta de novas histórias. Novas viagens. Novas companhias. Novos "uhs" e "ahs" que só um bom livro proporciona. 
Comprou-os, guardou-os com cuidado na delicada sacolinha de papel que lhe deram na livraria e foi encontrar-se com Andy. Metade da conversa deles naquele dia, foi sobre os livros. Ela estava empolgadíssima. Mais até do que imaginava, a principio. 

Só se deu conta quando entrou no ônibus a caminho de casa e sem querer esperar, pegou as crônicas e mergulhou. Nesse dia ela perdeu o ponto, a hora, a cabeça - voltando para casa. 

Mas encontrou uma paz que há tempos não sabia onde estava escondida.