Ok, ok... eu sei que esse post demorou pra sair do forno. Mas, pelo menos aqui em SP nas lojas em que eu estive essa semana a coleção da Maria Filó para C&A ainda sobrevive firme e forte. Não que esteja parada mas, vi que houve reposição! :) Então acho que ainda é muito válido compartilhar minhas impressões lá do provador, do dia da pré-venda (aka loucura) e também de um dia dessa semana, já na reposição, que consegui experimentar mais peças com um mínimo de calma. ;) 

Mademoiselle Paris

Nada melhor para começar a falar dessa coleção do que esse vestidinho. De estampa floral, com fundo escuro, no maior estilo camisão, do jeito que eu amo! Achei que veste super bem e está super bem acabado: costuras, tecido e acessório (cinto). Quis trazer pra casa. Me controlei. >.<

Mademoiselle Paris

Já logo de cara eu não curti esse longo: achei muito gigante, teria com certeza que mandar na costureira para ajustar o comprimento. Porque tanto assim, C&A? Brasileira com mais de 1,5m de perna não é tão comum assim, ou é? Enfim, levei para o provador pois achei a estampa de clips uma graça! E não é que o danado vestiu super bem? Afina e ajusta o corpo. Tem caimento e é bem acabado. Mas esse recorte frontal não me agrada. Coisa pessoal mesmo. ;)

Mademoiselle Paris

Essa belezinha já tinha me chamado a atenção desde a divulgação das fotos da campanha. Pensei: nooooossa é muito "camponesa que vai todos os dias ao bosque recolher lenha"! >.< Enfim, não estou zuando a peça, isso é bom, eu adoro o estilo camponesinha. Acho muuuuuito fofo. E inclusive, já tive um modelo parecido. Achei que talvez não fosse vestir muito bem por conta do corte mas, experimentando vi que ele tem um ajuste na cintura que muda tudo, deixou o look super feminino! Amei!

Mademoiselle Paris

Combinação improvável: eu sozinha jamais teria feito essa mistura. Coisa de gente chata, vulgo eu. [risos] Mas o fato é que eu não tinha como mostrar a blusa e a saia separadamente então revolvi vesti-las juntas e gamei no resultado final. Os tecidos são muito leves, esvoaçantes e soltinhos. Muito amor que com certeza dura alguns verões. Achei que vale bastante o investimento. ;) 

Mademoiselle Paris

Quem pegou esse casaco para mim foi uma das meninas que me acompanhou no shopping. Gente, eu não acreditava que pudesse gostar desse casaco de veludo com franjas. Até olhar o resultado no espelho. Muito amor, define. Só achei o preço muito alto. C'est la vie. 

Mademoiselle Paris

E na série "cardigans do amor" esse com certeza figuraria. A estampa é de clips e a malha é super gostosinha. Achei o preço bom e uma peça que tem jeito de durar muitos invernos no armário! :)

Mademoiselle Paris

No dia da pré-venda eu olhei pra esse vestido e brochei: achei pequeno e que não iria entrar em mim, então nem peguei. Já essa semana, a Dani que estava na loja comigo falou "Camis, prova esse!". Olhei, torci o nariz mas pensei "já tô levando tanta coisa pro provador, porque não?", e fui. 
Foi colocar no corpo para a paixão acontecer. Vestido de princesa Disney gente. Quero pra mim, por favor! Alô C&A, dá pra segurar até cair o pagamento? >.< 

Mademoiselle Paris

As camisetas são MUITO gostosas e macias. Mas achei caras. Nem tenho mesmo muito mais a dizer sobre elas. Ou tenho: caimento maravilhoso, tecido maravilhoso, preço: WHAT? 

Mademoiselle Paris

Já que estamos na temporada das temperaturas baixando, hora de pensar nessas peças curingas e maravilhosas que são os suéteres né? E esse é molinho e super fofo. A câmera não pegou mas, tem uns brilhos dourados bem sutis na peça. Achei uma graça! ;) 

Mademoiselle Paris

E por fim, esse colete. O QUE É ESSE COLETE, PRODUÇÃO? Gamei nele. Sintético, óbvio, mas super (SUPER) quentinho. E super estiloso né? Acho uma peça super boa e durável com um preço bem bacana. Fica a dica meixxxxmo! ;)

Mademoiselle Paris
Fotos: Mademoiselle Paris

Outra coisa que eu amei: a coleção de lingerie! Gente, muita fofura junta! Sério, vale super a pena! E esse colar de moedas ainda está no coração..... 

- Maria Filó para C&A o retorno: que bom que voltou! <3
Vocês sabem bem que eu acho terapêutico cozinhar né? E andava tristinha que não tenho tido tanto tempo de pintar o 7 na cozinha. Foi então que surgiu o convite da galera lá do Capim Santo para ir ter uma aula-jantar com a chef Morena Leite. Óbvio que eu aceitei mais do que depressa né? Afinal, aprender uma das receitas de um chef renomado não é algo que nos aconteça, assim, todo dia. : P

Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris

A gente pode conferir a Morena fazendo a receita e depois, nós mesmos, em duplas, fizemos nosso jantar. Foi maravilhoso porque eu realmente acredito que cozinhar se aprende praticando! :) Dá o play no vídeo pra ver o que rolou e anotar a receita! ;)


AH! E também dá pra fazer essa receita na versão vegetariana hein?! : ) #ficaadica

- De comer rezando!
A penúltima semana do mês chegou fria e tumultuada. E eu sem poder calçar saltos, tive que adaptar minha realidade e criatividade. Mas olha, até que esse tempo sem salto tem me feito bem, às vezes a gente esquece um pouco de como é bom manter os dois pés bem firmes no chão... ;) 

Mademoiselle Paris
[ Camisa, Marisa; Suéter, TVZ; Legging, Hering; Botas, Shuster ]

Enquanto para alguns, a sexta é o dia mundial da preguiça por conta da semana exaustiva, para mim a segunda tem sido um problema. Acordar e encarar a cidade novamente, exige uma força extra mas, vocês sabem do que eu tô falando né? >.< 

Mademoiselle Paris
[ Vestido, Isabella Giobbi para C&A; Casaco, Renner; Botas, Shuster ]

Na terça eu tava louca por algo confortável mas mais arrumadinho, mais charmosinho. Usei o vestido pretinho de manga longa da coleção da Isabella para C&A e joguei meu casacão estilo cobertor por cima. Aliás, esse casaco voltou esse ano na coleção de inverno da Renner só que com outra padronagem P&B. Vale a pena conferir, é mesmo super quentinho e delícia (olha eu, considerando comprar outro só pro caso de precisar alternar o 'cobertor'!). 

Mademoiselle Paris
[ Camisa e Saia, Marisa; Cardigan, Hering; Meia, Lupo; Sapatilha, Grendha ]

Quarta é quando você já tá começando a sentir o cansaço da semana e a alegria pelo descanso que vem pela frente com a proximidade do fim de semana. Por isso eu decidi pela meia-calça com saia pra ficar mais arrumadinha, mas camisa xadrez e cardigan que representavam conforto quase que de um pijama na correria do dia a dia.

Mademoiselle Paris
[ Vestido, Marisa; Jaqueta, presente do Edu; Meia, Lupo; Sapatilha, Melissa ]

Na quinta eu só conseguia pensar no meu sono e na minha vontade de dormir uns minutos mais. Então fui com essa combinação que não é nova: já deve ter inclusive pintado por aqui antes! >.< 
Mas funciona pra dias não super frios e quando eu quero algo arrumadinho sem nada de muito diferente. Nessa produção, o batom vira o protagonista pois dependendo dele, o look pode seguir por vários caminhos.... 

Mademoiselle Paris
[ Vestido, Collins; Colar, Feirinha da Liberdade; Meia-calça, Lupo; Sapatilha, Moleca ]

Pra fechar a semana, nada de ficar pensando demais: vai de pretinho básico e ganha meia horinha a mais de sono no edredon quentinho com o gato. #manhas Pra dar um charme extra, a meia de bolinhas brancas. Pra superar o dia do não lavar os cabelos: tiara! ;)

Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris

Essa semana eu queria algo realmente luminoso nas unhas, pra dar uma quebrada nas cores sóbrias e fechadas das últimas garras. Foi então que me lembrei desse vidrinho tão amado, o Cavalo Marinho, da AH. O tom é super flúor, fica ótimo com apenas uma pincelada e seca rápido. Perfeito pra quem finalizou a própria manicure de madrugada, como eu! >.< Ah! E tem mais: a durabilidade desse esmalte é maravilhooooooosa! <3 Um dos meus favoritos, com certeza!
Quem me acompanha há mais tempo na blogosfera sabe que eu era do tipo que saia de quinta à domingo e dançava até o pé não aguentar mais! Pois bem! Alguns anos (quase 10, OMG!) se passaram e infelizmente essa rotina diminuiu drasticamente. Mas é uma coisa da vida né, a gente vai escolhendo colocar as energias em outras coisas também e por aí vai! O fato é que na última semana aconteceu uma das coisas mais felizes do meu 2015 até agora: um graaaande reencontro!

Mademoiselle Paris

E como faz bem encontrar gente que nos faz bem né? A confusão toda da vida de adulto as vezes nos afasta mas, é sempre bom saber que temos quem nos faça sentir novamente jovens, sem problemas, sem preocupações. Acho que esse é um dos significados mais maravilhosos que se pode dar à palavra amizade: o poder de confrontar o tempo. <3 E em muitas escalas, nos dar forças e pique e também nos lembrar nossos objetivos, sonhos e do que somos capazes. Bem, se você me encontrou nos últimos 365 dias e falou comigo sobre o tópico balada, deve ter ouvido a velha que vive dentro de mim dizer: 
- Estou velha demais pra isso! Não aguento emendar um dia de trabalho com balada nem que a vaca tussa! Esqueçam essa possibilidade....
Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris

E há exatamente uma semana, depois de um dia cheeeeeeio de trabalho, eu vim pra casa, coloquei o som no último volume com minhas músicas favoritas e lentamente comecei um processo que há muuuuito não fazia: me arrumar pra sair num dia de semana! YAY! Até volume e pseudo-cachos no cabelo eu fiz! #orgulho Bem, o resto? O resto é amor, gritos histéricos, abraços apertados, fotos para uma vida toda e corpo doendo por toda uma semana depois de uma noite que parece que ainda não teve fim. A cada foto e/ou post que surge sobre essa noite, me faz revivê-la mentalmente e sorrir. Não, eu não tô 'velha demais pra isso'. Só que quando eu for de novo, vai ser pra superar essa noite! Rá! Afinal, a gente diminuiu a quantidade mas se especializou em qualidade! E é essa a graça de crescer! :) 

Mademoiselle Paris

- Boa sexta, gente! Divirtam-se!
Na semana passada, falei a respeito do batom cor de Boca maravilhoso da coleção Julia Petit para MAC. E hoje, vim falar da continuação cor de rosa desse universo brilhoso de beauté: o Petit Red!

Mademoiselle Paris

Gente, esse batom foi amor à primeira vista! Ele tem pigmentos de melancia, vermelho, pink, rosa-choque... é um mix e tanto! A fixação é maravilhooooosa e ele é, minimamente, super hidratante. O acabamento dele também é Satin, o que na minha opinião denuncia que dona Petisco assim como eu deve amar uma hidratação brilhosa! :P Eu acho que ele é um tipo de batom coringa: combina com jeans e camiseta e tênis. E também combina com saltão e vestido de festa. Vai pra qualquer ocasião! <3
Há algumas semanas, Edu e eu fomos passar um dia em Paranapiacaba, vila de Santo André famosa por ter sido o lugar escolhido pelas famílias inglesas dos trabalhadores ferroviários do início do século passado. Não é o que se pode chamar de longe, mas é uma viagenzinha tranquila e deliciosa para esse começo de temporada Outono/Inverno. Eu já queria fazer esse passeio há tempos mas, sempre estava com os ingressos esgotados e, dessa vez, Edu conseguiu tickets para nós. YAY! Bom dia trem, se prepare que hoje vou lhe usar! : P

Mademoiselle Paris

Para ir até lá, pegamos o trem que sai da plataforma do Expresso Turístico na estação da Luz. Cada ingresso foi cerca de 30 reais (teve uma variação entre um e outro, porque compramos juntos, mas a média foi 30!). O horário de saída é único: o trem sai às 8h30 da manhã de domingo (chegando em Paranapiacaba por volta de 10h30). E retorna, às 16h30 (chegando em SP por volta de 18h30).

Mademoiselle Paris

O dia que escolhemos não poderia ser mais prefeito: estava nublado, um mix de quente/frio perfeito para a serra. Chegamos por volta de 10h20 na estação, famintos, e fomos logo procurar um lugar para tomar um café da manhã decente (na correria matinal para tentar não perder o trem, óbvio que esquecemos de comer).

Mademoiselle Paris

Demos uma volta, perguntamos para alguns locais. O melhor lugar para tomarmos café era mesmo um barzinho bem simples na saída da estação de trem. Então voltamos para lá. Pedimos dois pães na chapa, um café forte, um sonho. Café delicinha, simples e bem barato! A conta deu R$7! :)

Mademoiselle Paris

Depois disso, eu acordei de fato, então: vamos passear e filmar! :)

Mademoiselle Paris

Da mesma forma que fizemos na Argentina, Edu e eu decidimos não pagar por um tour e descobrir a cidade por nós mesmos. Ligamos a câmera e fomos andando, entrando, sondando cada cantinho dessa cidade que em alguns momentos, parecia cenário de filme (ora velho-oeste, ora terror). 

Mademoiselle Paris

Se você gosta de andar, respirar um ar de serra, ver o mix do velho, o verde, a cor da madeira, esse passeio vai ser ótimo pra você. Como foi pra mim. :) A cada casinha, a cada varanda, eu via e sentia uma história. É louco isso de andar em um lugar tão carregado de sensações. Me peguei imaginando como era a vida das pessoas por ali. E desejei poder um dia morar em uma casinha na serra, com vista para o verde infinito e a bruma da manhã. 

Mademoiselle Paris

Além das casas dos antigos trabalhadores da ferrovia, existem trilhas, museus, cafés e feirinhas a se visitar. O lugar receberá em breve o festival de inverno, onde rolam vários shows bacanas e vale ficar de olho na programação pois geralmente é gratuita ou beeeem em conta. ;) 

Mademoiselle Paris

Aqui, a vista é do alto do Museu Castelo, onde você pode ver uma casa de família da época, preservada. Com objetos do início do século e muita história. E essa vista, chata.... : P

Mademoiselle Paris

Saindo do Museu Castelo, você pode descer pela escadaria ou pela trilha. Óbvio que escolhemos a trilha.... <3

Mademoiselle Paris

Como a cidade era habitada por ingleses, óbvio que tem uma réplica do Big Ben. O relógio ainda funciona mas não podemos chegar pertinho da construção, que hoje é protegida por grades e seguranças. Mas tudo bem, continua lindo anyway!

Mademoiselle Paris

Outro passeio possível: o de Maria-Fumaça! Custa 10 reais por pessoa e dura cerca de 30 minutos. Uma guia vai contando pontos bem bacanas da história das ferrovias da vila e curiosidades. Perto da linha da Maria-Fumaça, fica também o Museu Ferroviário. O ingresso custa R$ 5. 
A vila toda depende e sobrevive do turismo e da locação para filmagens dos mais variados estilos. E sim, há muitas pessoas morando por lá ainda hoje. 

Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris

Tão maravilhoso que quase esquecemos que era necessário almoçar! :P Então, por volta de 13h30, começamos a pesquisar um lugar para comer. Pesquisamos no Foursquare (aplicativo ótimo para descobrir lugares onde você não conhece muito bem) e também perguntamos no centro da cidade, onde rolava uma feirinha de artesanato super movimentada. Os dois nos aconselharam o Estação Cavern Club - Restaurante & Wine Bar. Chegamos lá e me apaixonei pelo lugar super gracinha. Mas aí, veio a primeira info: 

- A espera é de aproximadamente uma hora. 

Ok, esperamos. Não temos todo tempo do mundo mas, ainda dá pra almoçar tranquilo. :) Após pouco mais de uma hora, finalmente nos sentamos e fomos informados (20 minutos depois, serviço péssimo) que a cozinha demoraria mais 1 hora para entregar o nosso almoço. Entristecidos e enfurecidos, fomos almoçar em outro lugar. 
O ponto aqui é: o local é carente nesse sentido de estrutura e alimentação. Muitos restaurantes são dentro da casa das pessoas, por kilo ou coma a vontade. Então, normal que o único restaurante de fato da cidade seja disputado. Portanto, se a experiência que você quer é gastronômica, já vai direto pra lá e curta! Nós fomos de kilo mesmo.... :P

Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris

E sim, teve vlog! Se você ainda não se inscreveu no canal da Mademoiselle, clica aqui, se inscreve e não perca mais nada do que rola por lá! Ah! E dá o play! : D


- Paranapiacaba: um lugar para em breve voltar! :)