Depois de passar a ceia de Natal comendo até se fartar e bebendo bem com família e amigos, o dia 25 pede uma certa calmaria. Uma certa preguiça. Não sei para vocês mas, 25 de dezembro é quando eu realmente entendo que a hora de relaxar, chegou. Finalmente, chegou. Hora de apertar o botão do slow, deixar se levar e entrar numa nova frequência. Menos louca, mais calma. Mais voltada para nós mesmos. E como é delicioso isso, gente! Bom, sei que no Brasil tá um super calor, então que tal preparar um suco bem refrescante e um balde de pipoca? Eu daqui vou de mantinha nas pernas e chocolate quente para acompanhar. Mas, seja qual for o acompanhamento, se jogue no sofá e aperte o play para começar o dia mundial da preguiça boa, com essa seleção de filmes natalinos. :)



O Natal está chegando e a advogada Kate viaja para Vermont para cuidar da venda de uma pousada, onde se apaixonada por um lindo mas, amaldiçoado, fantasma....
Grinch decide roubar o Natal de Whoville, mas um gesto de bondade da pequena Cindy Lou Who e sua família pode ser suficiente para derreter seu coração.

  • I'll be home for Christmas 


As experiências de um estudante tentando chegar em casa para o Natal.
Quando a funcionária de jornal Susan se prepara para escrever um artigo sobre o anjo de Natal de sua família, acidentalmente se encontra com Brady, um artista bonito e animado que vai, obviamente, mudar o rumo da trama... 
A mimada Luce Lockhart encara uma decisão difícil quando seu novo amigo pede ajuda para salvar um parque de cachorros. O problema? O dono do parque é o chefe de Luce.

- Bóra preparar o chocolate quente com marshmallows! :P 
Feliz Natal! 
SalvarSalvarSalvarSalvar
Eu já amo comprar produtos de beleza por natureza, ganhar então... ô coisa boa! :) 

Desde que cheguei na Europa tive que me segurar muito para não falir logo de cara pois, mesmo com o euro pra lá de Bagdá de tão alto, muita coisa ainda vale muito mais a pena aqui. Fora que aqui ainda tem muita coisa que no Brasil não tem e vice-versa. Na busca por meus presentes de natal, me deparei com alguns achados super bons da Caudalie e quis dividir por aqui. O problema é que quando fui buscar no site brasileiro, algumas diferenças exorbitantes de preço me chocaram. Mas como eu sei que vocês gostam de dicas do que comprar quando viajarem, decidi manter o post. Lembrando que pra quem fizer questão de comprar no Brasil mesmo e tal, os produtos também estão disponíveis aí.
Obviamente! :) 

Afinal, Natal tá aí, logo aí, daqui pouco mais de 24 horinhas. E pra quem ainda tem compras a fazer, acho que são boas dicas. Então, sem mais delongas, vamos aos.....

Da esquerda para a direita:
Kit 1 - Cracker Vinosource - €11,90
Kit 2 - Coffret Cadeau Corps Gourmand - €22,20
Kit 3 - Premier Cru - €47,40
Kit 4 - Coffret Cadeau Secret de Beauté - €31,10

A Caudalie ganhou de vez meu coração nesse último ano com a Eau de Beauté e a Máscara Detox. Então, foi um dos primeiros lugares que fui aqui em Paris para conferir os famosos kits especiais de Natal. Como eu converto tudo e comparo tudo, achei os preços daqui surreais de bons, quando comparei com o que eu pagaria aí no Brasil. :( Sim,  me assustei REAL com a diferença entre preços aqui na França e aí no Brasil, dos meeeeeeesmos kits. Mas que essas diferenças bizarras existem a gente infelizmente já sabia, né mores? Vamos focar nos pontos positivos então. ;)
Falando dos produtos, acho esses kits de Natal uma ótima oportunidade para quem quiser conhecer novas linhas da marca, pois os kits trazem boas combinações com tamanhos "de viagem", o que ajuda muito na hora de testar um produto antes de comprar o tamanho real. Fora que alguns, como é o caso do kit Premier Cru, já vem com o tratamento completo para testar, o que é ainda mais bacana na minha opinião. Se a sua ideia não é comprar para si mesmo e sim para amigas ou família, existem kits que vão desde lembrancinhas fofas, como é o caso do cracker da linha Vinosource. Já se é algum presente mais elaborado tem kits super completos como o Premier Cru que é focado em peles maduras e ideal para presentear as mamis e vovis, por exemplo! :) 

- Fica a dica para quem ainda tá na correria das compras. 
Dá tempo, foca no Natal e vai! <3
No dia anterior a previsão prometia um dia lindo para aquele domingo. E eu viajaria na semana seguinte para minhas mini-férias em Portugal. Então, achei mais do que justo marcar logo meu passaporte Versailles para aquele domingo. E, bem, ver no que daria essa minha aventura para fora de Paris, sozinha. >.< O dia amanheceu estupidamente frio e com tanta neblina que quase achei que havia perdido meu domingo. Isso, sem contar, a cólica maluca que havia se apoderado. Respirei fundo, tomei meu banho e meu café da manhã calmamente. E então, saí para enfrentar o que tivesse que ser enfrentado até chegar a Versailles.

Mademoiselle Paris

Ao chegar na entrada da Ilê de la Cité, o dia já não poderia estar mais lindo. Céu azul, mostrando para mim mais uma vez que, se a gente tem coragem de enfrentar a névoa atrás do que queremos, a claridade chega. :) 

Mademoiselle Paris

Peguei o metrô até a Gare Montparnasse, de onde saía meu trem para Versailles. A estação é gigantesca (real, oficial) e é quase obrigatório se perder nela. Ou melhor, não ter certeza de qual catraca passar. O que, na minha opinião, é até pior que apenas se perder nos corredores. Finalmente, encontrei a minha plataforma e entrei no trem com destino à Versailles-Chantiers. A viagem foi super tranquila e demorou cerca de 25 minutos. Super, super rápida. 

Mademoiselle Paris

A estação de Versailles-Chantiers é antiga mas super bem conservada e fofa. Sair dela e me achar no caminho para Versailles foi bem mais fácil que achar a plataforma de trem correta, lá em Paris.

Mademoiselle Paris

Cerca de 40 minutos depois de entrar no meu trem, lá em Paris, eu chegava nos portões de Versailles e me deparava com essa vista absurda de linda. Suspirei fundo e me dirigi até a fila de entrada pois já estava com meu passaporte Versailles. AH! Isso é importante:

Eu comprei meu ingresso para Versailles na noite do dia anterior, na bilheteria da Fnac Les Halles. O passaporte dá acesso à todas as áreas possíveis de serem visitadas lá dentro: o palácio, os jardins, os domínios de Maria Antonieta, o Grand-Trianon e o Petit-Trianon... enfim, dá acesso ao baile todo!

Ah! O passaporte custa €18. ;)

Mademoiselle Paris

Uma vez lá dentro, peguei meu áudio-guia (em português de Portugal, pois! risos - isso que dá ser inocente e acreditar que Português por aqui seja algo parecido com o que falamos no Brasil :P) e comecei a ouvir e me aventurar pelos corredores do palácio e seus encantos.... :)

Mademoiselle Paris

O Palácio de Versailles é considerado um dos maiores do mundo (com 700 quartos!). Foi construído por Luis XIV em meados do século 16 e foi também a residência oficial de 3 reis da França.

Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris

A curiosidade aqui fica no ar: todos os salões e quartos eram gigantescos então alguém me explica as camas absurdamente pequenas da realeza?

Mademoiselle Paris

A Galeria dos Espelhos é provavelmente um dos locais mais lotados de turistas e fotógrafos. Mas o encanto não se perde por isso em momento nenhum. São 17 espelhos que refletem as 17 janelas igualmente arcadas que dão vista ao jardim. 

Mademoiselle Paris

Depois de sair do Palácio, corri (ou tentei correr) para os domínios de Maria Antonieta. Você pode ir caminhando como eu fiz, pagar pelo transporte de carrinhos ou até mesmo alugar uma bicicleta. No vlog que fiz do dia, dá pra conferir melhor minha jornada pelos jardins de Versailles. ;) Dá o play!


Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris

Com certeza uma atração imperdível para quem passa por Paris com um pouquinho mais de tempo. 

- Já estou ansiosa para voltar nesse lugar mágico! <3 
SalvarSalvar
SalvarSalvar
SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar
Antes que surjam nesse post comentários sobre - nossa, você voltou a não comer carne -, eu me adianto: não, não parei com a carne. Mas desde que tive minha experiência de alguns anos sem carne, senti uma melhora na minha qualidade de vida e saúde, pois expandi meus horizontes e meu paladar, no quesito comida. Hoje em dia, como melhor, escolho melhor, vario muito mais. E variar, amigos, é chave pra equilibrar. ;) Por esse motivo, e também por ter achado a receita super apetitosa, resolvi compartilhar aqui a dica vegana que recebi para ceia de fim de ano. Salivei de ler sobre ela e com certeza vou testar por aqui. Tomem nota: 


Batatalhoada
Rendimento: 6 porções

Ingredientes
8 batatas inglesas
500g de palmito pupunha fresco
4 tomates italianos
4 cebolas
4 talos de alho poró
1/2 xícara de azeitona preta
1/2 xícara de alcaparra
1/4 de xícara de azeite extra virgem
1 maço de salsa
1 maço de cebolinha
1 maço de orégano
2 colheres de sopa de chimichurri
Sal rosa e pimenta do reino em grão a gosto

Modo de Preparo 
Fatiar as batatas em rodelas e então cozinha-las em água fervendo por 5 minutos. Retirar, escorrer e então levar ao forno temperadas com azeite e orégano até dourarem. Reservar. Cortar os tomates e a cebola em rodelas, tempero-los com chimichurri e assar em forno pré-aquecido a 200ºC por 15 minutos. Adicionar as azeitonas e alcaparras ao palmito. Reservar. Montas a batatalhoada intercalando uma camada de batata e palmito e outra de tomate e cebola até o final da assadeira. Levar ao forno para aquecer e finalizar com ervas e azeite extra virgem. 

*Essa receita foi enviada pela KitchenAid como sugestão de Ano Novo. Obrigada KitchenAid, amei! ;)

- Mais alguém aí ficou salivando? :P
Cheguei em Paris numa sexta à noite e nos primeiros dois dias, não fiquei hospedada lá. Foi Genevilliers a minha primeira parada. Mesmo assim, na primeira manhã francesa que tive, não tive dúvidas: peguei o trem e fui correndo ver a Torre. E sentir que estava definitivamente, na França. O encontro com a Torre nesse sábado foi demorado pois eu curti cada ângulo, de perto e longe, dessa belezinha. Sem pressa. Sem roteiro. Só curtindo muito estar ali, naquele momento tão especial.

Mademoiselle Paris

Fiz um videozinho desse dia, apenas uns flashes de momentos especiais. Mas são TÃO especiais. <3


4 semanas depois que eu havia chegado na cidade-luz, combinei com duas amigas do curso de irmos subir a torre. De escada. Degrau por degrau. Elas acabaram não indo por x motivos e eu, eu subi. Degrau, por degrau. E foi louco e foi emocionante e foi lindo. Mais uma chuva de emoções para a conta. Mais uma promessa paga com sucesso. <3

Mademoiselle Paris

O trajeto de escada é tranquilo, inclusive tem muitos pais franceses que o fazem com crianças pequenas, veja bem! [risos] Mas é bacana para quem não estiver na maratona de turista.
Se você tiver pouco tempo pra curtir a torre de cima, prefira o elevador e gaste toda sua energia e tempo, lá no alto. ;) 


Alguns conselhos sobre visitar a Torre:

- tem muito turista, tem pick-pockets. Fique ligado na sua bolsa, bolso e pertences.
- tem muita gente vendendo quinquinlharias - ali é sempre mais caro, obviamente.
- a nova moda de Paris é uma turma que fica com uma prancheta na mão pedindo a sua ajuda para alguma causa super humanitária. Eles vão falar sua língua, vão te seguir na rua e vão dizer que a única coisa de que precisam é da sua assinatura para salvar a causa x. Se você assinar, eles vão grudar em você feito carrapatos dizendo que tem que colaborar com qualquer quantia. Mas que você TEM que colaborar. Se você, infelizmente, chegar nessa situação só vão restar duas alternativas: ser MUITO firme em dizer não, segurar sua bolsa e sair andando para próximo dos guardas da torre OU dar um berro. O berro assusta e eles até podem te xingar mas, vão te deixar em paz. :)
- se for subir de escada, como eu, não rola comprar o ingresso pela internet. Ele é vendido na hora mas, geralmente não tem muita fila não... ;) O ingresso para os elevadores você pode adquirir diretamente na internet, de casa ainda, se preferir.
- se você for jantar no restaurante da torre, tem acesso free e não precisa comprar ingresso. Fique de olho nisso. ;)
- o site oficial da torre está em 9 línguas diferentes e tem Português! (de Portugal, não do Brasil, mas ajuda vai! rs)
- se conseguir escolher o dia, vá em um dia muito frio, próximo do pôr do sol. É quando os turistas estão deixando a torre e você consegue ter mais espaço e menos competição pelos corredores e acessos! ;) P.s.: se agasalhe bem, é alto e a temperatura muda bastante lá em cima por conta do vento.
- sair da torre e ir caminhando à beira do rio, é delicioso. Principalmente agora em Dezembro que a cidade está ainda mais iluminada. Dois passeios incríveis, em um! ;)

Se tiverem alguma dúvida, podem me deixar nos comentários que vou adorar ajudar no que eu puder.  E se não tiverem, podem deixar sugestões e o que mais quiserem também. Que eu amo quando vocês me escrevem! :)

Beijinho e até a próxima aventura desse nosso #DiárioDeViagem #MadiTakesEurope <3

Serviço
Torre Eiffel 
Aberta todos os dias do ano, geralmente das 9h30 às 23h. No verão, eles ficam até quase 1 da manhã.
Bilhete para a escadaria (até o 2º andar) - €7
Bilhete de elevador até o 2º andar - €11
Bilhete de elevador para o percurso completo até o topo - €17
Site oficial: http://www.toureiffel.paris
Mademoiselle Paris

Na última semana estive junto com Caroline (minha guia / professora / tutora de moda, beleza e compras em Paris) em um endereço muito especial de cidade-luz, no coração de Saint-Germain-des-Prés: a "Les Cerises de Mars" é uma loja de bijuterias finas para chapéus e cabelo. Uma coisa mais linda que a outra. Sua criadora, Macha de Catheu, é uma expert em fazer cabelos elaborados e hiper lindos, em pouquíssimos minutos. Uma artista com fios e acessórios. 

Mademoiselle Paris

Todos os acessórios usados como headband, podem ser usados como enfeite de chapéus também, o que confere às peças uma dupla funcionalidade deliciosa e camaleônica. 

Mademoiselle Paris

Macha me deu uma demonstração super completa de algumas das muitas possibilidades com cabelo e olha, a mulher não só cria acessórios de cabeça lindos. Ela tem um dom! Faz penteados dignos de uma noiva em questão de minutos e, o que é mais incrível, diz que é fácil e que qualquer um, depois de um pouco de prática, consegue fazê-los sozinho. Incrível! 

Dá só uma olhada em algumas das coisas que ela fez no meu cabelo:

Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris

Eu fiquei, e ainda estou, encantadíssima com o trabalho dela. <3 
Agora, as peças: 

Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris

Macha me contou que normalmente faz um workshop-day na boutique e que a desse ano será nessa semana! Se quiserem comparecer para aprender mais sobre penteados incríveis feitos em poucos minutos, acessem o site da Macha para mais informações de inscrição, ok? http://www.lescerisesdemars.com/fr

E, para quem está planejando visita à cidade-luz fica a dica: não deixe de incluir essa boutique no roteiro para se maravilhar com o trabalho primoroso e delicado delas, assim como eu. <3

Les Cerises des Mars
http://www.lescerisesdemars.com/fr
35, Rue de Grenelle
75007 | Paris | Próximo à estação de metro 'Rue du Bac'
Mademoiselle Paris

Cada mulher é única. 
Sabendo e acreditando nisso, Dove abriu uma Pop-Up Store na cidade mais iluminada, feminina e transbordativa (existe essa palavra, céus?) de beleza do mundo: Paris. <3 
Funcionando desde o dia 09 de novembro até o próximo dia 18 de dezembro, ali na região da Gare Saint-Lazare, a loja vem surpreendendo e encantando quem por ela passa. 

Mademoiselle Paris

Afinal, não é só mais um lugar para comprar seu sabonete hidratante favorito. Na loja você encontra produtos da marca feitos especialmente para o Japão (como a água micelar) e que despertam curiosidade demais, alô Dove, trás para a Europa mais vezes, pow! (e não esquece o povo lá do Brasil, que também te ama <3) 

Mademoiselle Paris

Na loja também há um bar de mixologia, onde é possível passar por um atendimento especial para criar sua própria combinação perfeita de creme. E sair até com embalagem personalizada.

Um luxo só! 

Mademoiselle Paris

Existe também uma área com produtos e kits pensados especificamente para o Natal, para serem boas opções de lembrancinha para amigos, colegas de trabalho e até família (porque não?). Tem de vários tamanhos, preços e... também podem ser personalizados. ;)

Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris

Essa vela tem a fragrância original de Dove e é tudo de mais delicioso. Fora que a embalagem dizendo "Eu sou luminosa" é das coisas mais lindas que eu já vi! Queria ter podido comprar mas, como ia viajar no dia seguinte aqui pra Lisboa e daqui ainda vou pra mais um destino antes de voltar a Paris, não consegui já que o copo é pesadinho e de vidro. Fiquei com medo de quebrar e coisa e tal. Mas vale super a pena, além de ser um presente lindo! 

Fica a dica se você estiver por Paris (ou ainda estará) até o dia 18/12. Vale MUITO a pena visitar a loja, fazer um diagnóstico da sua pele, criar seu próprio Dove e levar souvenirs exclusivos e personalizados para casa. Aquelas coisas únicas que serão lembranças ainda mais especiais de uma passagem por uma cidade já tão especial, sabe como é? ;) 

Pop-Up Store temporária de Dove em Paris
108, Rue Saint-Lazare - 75008 - Paris
Até 18 de Dezembro, de terça à sexta - das 11h às 19h; de sábado e domingo das 10h às 19h
SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar
Chega hoje (29/11) em todas as lojas selecionadas da C&A Brasil a coleção baphônica em parceria nada mais nada menos do que com a Cia Marítima. A coleção chega junto com o antecipado calor de verão aí no Brasil, já que só vejo foto de amigos e colegas na praia e em sorveterias o tempo todo. [risos] As estampas passam pelo boho, pelo étnico e tie dye, sem perder a essência única da Cia Marítima. E o mais legal? A coleção não conta apenas com biquinis, maios e saídas de praia mas, com streetwear! Pantacourt, calças flare, vestidos, camisas, shorts e saias compõe um mix único e, é claro, super colorido. 

Mademoiselle Paris

Como sempre, apesar de estar aqui no frio pensando em meias de cashmere e toucas de lã, selecionei meus favoritos da coleção (que bem podia estar disponível na C&A daqui pra eu já garantir o próximo verão hehehe):

Mademoiselle Paris


Todas as peças tem a tecnologia do fio LYCRA® em sua composição, para garantir ainda mais qualidade pra tudo. Achei muito bom! : ) Quanto aos preços, dos meus favoritos os mais baratinhos são as necessáries (cada uma por R$49,99) e o mais caro fica por conta do vestido longo (R$169,99).

O favorito de todos? O maiô, com certeza! <3
Quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Carina, a alemã super simpática que estuda francês comigo me chamou para irmos ao Museu Rodin aqui em Paris. Foi quando me toquei que já andei a cidade inteira contemplando ruas, rio, lojas e monumentos mas, ainda não fiz realmente aqueles passeios turísticos que tanto planejamos na primeira vez na cidade. Acho que agora sim posso dizer que me sinto morando aqui. [risos] Eu explico: apesar de querer muito correr em todos meus pontos preferidos da cidade logo na primeira semana que tinha chegado por aqui, segurei a emoção. Dizia para mim mesma: não é uma simples viagem de férias, você tem tempo, use-o com calma, Camilla! Afinal, ter tempo é tudo na vida né?
Enfim, posso dizer que andei muito e vi Paris de vários ângulos nas últimas 3 semanas. Coisas lindas que provavelmente um turista com poucos dias na cidade não consegue apreciar diante da correria dos city-tours da vida. Porém, agora, com a minha rotina bem estabelecida, o sono em dia e o fuso também, comecei a saga de visitar e conhecer os lugares que eu tanto desejava, a fundo. E aceitei o convite da Carina, pra ir ao Museu Rodin, "abrir os trabalhos". 


O Museu fica no 7º arrondissement ( que é como são chamados os "bairros" de Paris. São 20, no total.) na área de Invalides. Seu prédio é o antigo e conhecido Hôtel Biron e é mais do que charmoso. 
Para visitar existem várias formas e valores, vou deixar esses dados todos listados lá no fim do post, ok? ;) Ele foi inaugurado em 1919 e possui o maior acervo do mundo quando se trata de Rodin. Pelo que me informei são mais de 300 obras doadas ao Estado Francês. É bastante coisa né? 
Começamos nossa visita pela sala especial que está montada na entrada do museu, ainda fora do Hotel e antes do magnífico jardim.  


Depois de sair desse especial, aproveitamos que a tarde estava lindíssima para conhecer o jardim do museu, que é simplesmente espetacular e merece ter um tempo dedicado só para ele. Entre um canteiro e outro, mais obras clássicas de Rodin. 


No museu, propriamente dito, não sei com o que me encantei mais: se foram as obras, a arquitetura ou a vista sensacional das janelas da mansão (para mim, aquilo é uma super mansão de época - já imaginei altos filmes quando estava lá dentro). 

Jeune Femme Au Chapeau Fleuri - Auguste Rodin (1870 - 1875)
Da esquerda para direita:
- Jeune Femme Aux Deux Roses - Auguste Rodin (1870 - 1880)
- Jeune Femme Aux Fleurs Dans Les Cheveux - Auguste Rodin (1870 - 1875)
- Diane - Auguste Rodin (1875 - 1879)

O lugar é tão mágico que não resisti à um "look no museu" [ hehehe ] .... 


Aqui vale lembrar que o museu tem chapelaria inclusa no valor do ingresso - o que é ótimo pra ver tudo com calma, sem precisar carregar casaco e afins. Essas botas guerreiras estão conhecendo muito de Paris comigo. O mesmo serve para esse vestidinho que, é regata mas foi uma das melhores coisas que eu trouxe na mala por seu caráter curinga de transformação. Já usei com blusa térmica e já usei até sozinho, só com o casaco por cima. Depende sempre do clima do dia. ;)


Depois que passeamos por todo o museu, me peguei pensando: mas e a Porta do Inferno
Foi quando nós nos tocamos que "passamos" por ela sem querer, enquanto conversávamos e caminhávamos no jardim.... : P



Foi uma tarde deliciosa. Info importante: não precisa tirar o dia para visitar o Museu Rodin. Dá pra ver tudo com calma em 3 horinhas. Ou seja, minha dica é incluir locais próximos no roteiro do mesmo dia, como: Museu de Armas, Torre Eiffel e almoço nos arredores do campo de marte. <3 

Museu Rodin
79, Rue de Varenne | 75007 | Paris
Ingresso (tarifa inteira) - €11,30