Bonjour, Paris!

12 Comments

Uma foto publicada por Camilla Carvalho (@mademoiselleparis) em

A minha ficha demorou a cair. Sim, foram tantos anos esperando por esse momento que realmente fiquei quietinha até entrar no avião. Ou melhor, até descer dele. Sã, salva e ... na França! Cheguei no Charles de Gaule no fim da semana passada. Eram quase 17h no horário local e chovia. E a temperatura era de congelantes 6 graus. Mas nada me tirou o alívio de ver que era real. Mas bem, mesmo vendo, eu ainda custava a acreditar. 
Peguei um táxi no aeroporto que me levou direto para o airbnb que me hospedaria antes do destino final e, mais uma vez me peguei encantada mas, ainda assim, desacreditada. 
A casa que fiquei, em Gennevilliers, é de uma graciosidade a parte. Parece saída de filme de tão linda. O local é super calmo, ares de interior mesmo. Seus donos, Allain e Therése até pareciam brasileiros no quesito hospitalidade. Me ajudaram demais, foram calorosos, atenciosos e muitíssimo gentis com meu surrado francês. Me ensinaram tanto em tão pouco tempo, serei eternamente grata. 

Vista da janela do meu quarto, em Gennevilliers

Logo que acordei pós 14 horas de sono devido à exaustão da viagem, comecei a pensar se corria pra Torre ou... bem, se corria pra Torre. [risos]
Tomei um demorado café da manhã na aconchegante cozinha de Therése e depois, me armei de coragem, 4G e conselhos do casal e saí rumo à minha primeira empreitada francesa, chegar à Paris de trem. Muitos me disseram que seria difícil pois o metrô daqui é confuso e blá, blá, blá. Eu digo que: não achei confuso. Dá medo sim, o novo assusta. É normal. Mas sério, se você souber onde quer ir, é muito fácil. Fica aqui também uma dica para quem vier por essas bandas: no metrô, comprar 10 bilhetes de uma vez só (chama "carnet") sai bem mais em conta. E os bilhetes garantem integração do metrô com ônibus e RER (o trem deles) por 1 hora. Dentro E fora de Paris. Mara né?
Cheguei em Paris por volta de meio dia e já abri um sorriso: dia lindo de sol, vento gelado, folhas douradas caindo das árvores. Meu clima favorito, na minha cidade favorita, só pode ser benção dos céus! Agradeci. Busquei no mapa se estava na direção certa e vi que era apenas uma questão poucos quarteirões até a torre. Mas, gente, eu num tô vendo nada! - pensei.
Foi apenas ao entrar no último quarteirão que meu coração entendeu o que a cidade me reservava. Ali, imponente, gigante, linda, vinda do nada, a torre Eiffel se mostrava diante dos meus olhos.

Vocês podem até achar que é drama mas, nesse caso, não é. Só quem já realizou um sonho com muito esforço sabe a emoção que é. A sensação única que é. E aqui amigos, o choro é livre.

Uma foto publicada por Camilla Carvalho (@mademoiselleparis) em

Depois daqui, foi só emoção e alegria. Devo ter passado ao todo umas 2 ou 3 horas admirando a torre de todos os lados até decidir sair caminhando ao lado do Sena, até a Notre Dame. Sério, QUE DELÍCIA. Indico caminhadas assim para qualquer um que venha à Paris. É mágico.
Ao chegar em meu destino, só consegui me ajoelhar e agradecer. À Deus, à vida, à vocês, à minha família, aos meus amigos, pela força, incentivo e torcida. Sem vocês não seria possível. Com vocês é mais gostoso.


- Ah, mas Madê, porque você foi pra Paris? Férias?

Não amigos, me mudei para cá por um tempo para concretizar meu sonho e viver grandes aventuras com alguns parceiros. Por isso mesmo, eu digo: fiquem ligados e acompanhem mais da minha viagem nas redes sociais (tem tudo linkadinho aqui no menu lateral) e sim, aqui vai rolar diário das aventuras na cidade luz, sempre que tiver uma boa história ou uma super experiência para contar! :) 

- Bonne journée!


Leia também

12 comentários:

  1. Uauuuuuuuu
    Boa sorte aí viu?!
    Que seus sonhos sejam realizados um a um!

    Meu sonho é conhecer Londres!

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Fernandaaaaaa <3

      E que você realize seu sonho muito em breve!

      Super beijo!

      Excluir
  2. Parabéns pela conquista!!
    Aproveite o máximo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Fiquei arrepiada com o texto! Realizar esse tipo de sonho sempre mexe comigo!
    Conheci ou tiquinho de Paris esse ano e AMEI!
    Beijos, Ana do dia ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que delícia de comentário! :) Obrigada Ana!

      Beijinhos!

      Excluir
  4. Que demais, Cá! E esse clima foi um presente mesmo! Já estive em Paris duas vezes e se tive dois dias de sol (nas duas viagens!) foi muito. Só tempo feio, chuva, frio - mesmo na primavera. De doer! hahaha
    Divirta-se!!!! :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Feeee! Então, eu realmente fui muitíssimo bem recebida pela cidade com esse céu lindo! Peguei poucos dias feios até agora e mesmo os dias chuvosos não me incomodaram. Acho que ainda tô vivendo o encantamento por tudo.. rs
      Obrigada pelo comentário e pode deixar que diversão é comigo mesmo! hehehe

      Beijinhos!

      Excluir
  5. Ahhh que bom que pessoas queridas nos fazem diários para sonharmos juntos seus sonhos! Obrigado Chicletinho linda pela honra! Aproveite, Made! ������

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada você pela leitura Iarinhaaaaa! <3

      Excluir
  6. Guria, eu tava em Paris ainda ontem, fiquei cinco dias aí! Que amor <3 Parece tudo muito surreal, porque a gente vê muita informação sobre ela antes de ir, né? Mas é mágico mesmo <3 Tô curiosa pra saber qual é essa sua nova jornada!


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece surreal mesmo Tha! <3 Sigo acompanhando seus vídeos de Dublin! Se voltar a Paris, me avisa! :)

      Beijão!

      Excluir