Sobre mudanças e recomeços...

2 Comments
Para ouvir durante a leitura:


Eu não sabia que seria tão vulnerável a essa nova fase de vida que se iniciava. Mas, acho que todos nós acabamos por ficar meio vulneráveis em fins e recomeços - o medo do novo e a dor do que fica pra trás nos deixam assim. E mais cedo ou mais tarde a vida manda a conta né?
Depois de terminar um namoro de 7 anos, voltar do intercâmbio com a missão de convencer dona Ruth (minha mãe) a fazer as malas e partir comigo e organizar a vida que tinha pausado no Brasil durante esses últimos meses, me joguei no projeto novo que comentei por aqui e me perdi. Mergulhei tão fundo que devo ter batido a cabeça e fiquei desnorteada vagando lá no infinito azul escuro do fundo do mar chamado trabalho. Acho que esse é o problema em se amar demais o que se faz, você sempre corre o risco de extrapolar ou de alguém se aproveitar do seu amor. Tirar vantagem. Sugar suas energias. É leitor, tudo isso aconteceu comigo no último mês. Eu ainda me sinto zonza, como se acabasse de recuperar os sentidos depois do nocaute. E foi exatamente por falta total e completa de forças, energias e ânimo que eu fiquei esse tempo ausente aqui desse cantinho que só me traz alegrias. Tudo estava sendo sugado. E bem, isso não é algo que possa ser classificado como positivo....

- Todo mundo precisa descansar, Camilla.

Descansar não é apenas dormir ali, umas 5 horinhas, quando o corpo não aguenta mais. Descansar é olhar pra outras coisas, pensar em outras coisas, ouvir uma música prestando atenção na letra, ver uma série comendo pipoca longe do celular. Descansar é ir ao cinema com as amigas e ver aquele filme antigo que reestreou e que, mesmo você conhecendo a história toda, vai te fazer ficar com o rosto inchado de chorar. E vai te fazer sair do cinema com o coração um pouco mais leve e a esperança um pouco mais renovada. É tomar uma boa taça de vinho e se permitir sonhar e não apenas desmaiar em qualquer lugar que se encoste. 

- Você não é uma máquina, Camilla. 

Eu sempre me peguei repetindo a máxima de que seria incrível o mundo em que humanos pudessem ser como celulares: recarregar ligados, sendo usados e sendo úteis para algo. Hoje eu rezo para que nunca cheguemos a esse ponto. O ócio criativo existe de verdade e é muito mais importante do que se pensa: ele transforma o mundo. É de situações aparentemente inofensivas e inúteis que surgem as mais transformadoras ideias. A criatividade é criança que precisa de 8 horas de sono para correr livre e risonha por aí. É, uma criança....

- Você cresceu e tem contas a pagar, Camilla. 

Todos temos. Mas, aprendi com um professor que tive que, para fazer qualquer coisa nessa vida preciso primeiro estar bem. Usando a lógica dele, para pagar contas você precisa de saúde e corpo forte e mente sã. Ao menos um pouquinho, ok? Se você não estiver bem, tudo ao seu redor desaba em um aterrorizante efeito dominó e com certeza não é isso que você quer. Então, pare e se faça um favor: não se esconda atrás dessa desculpa de contas a pagar para exigir do seu corpo mais do que ele tem pra dar. Quando ele parar, não sabemos ao certo se tem volta.....

Lema de Abril:
Cuide de você leitor. Vamos juntos nessa, também ando precisando cuidar melhor de mim. 


Leia também

2 comentários:

  1. Oi Camilla,
    De verdade, n sei o que escrever p vc!
    Mas, força! Descanse, relaxe, se ame...

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda! Já escreveu tudo, me senti abraçada. Obrigada. <3

      Beijos!

      Excluir