O Natal e o Réveillon em Paris

2 Comments
Desde que decidi passar o Natal e o Réveillon em Paris nessa última temporada de férias, sabia que seria mágico. A minha relação com a cidade já me permitia saber isso, mesmo sem saber exatamente o que eu faria, com quem estaria ou onde.

Mas, bastou eu começar a procurar para descobrir uma infinidade de coisas incríveis sobre a época que, pra mim, é a melhor e mais linda do ano. Uma das primeiras coisas que decidi "bookar" para fazer foi um tour no Chateau Vaux Le Vicomte.
Esse castelo, que fica a mais ou menos 50km de Paris foi basicamente a inspiração para o Palácio de Versailles, que visitei na primeira vez que fui à França - e contei sobre a experiência aqui. ;)

Chegando à Vaux-le-Vicomte, palácio setecentista no sudeste de Paris
O palácio ganha decoração especial no Natal e é um super programa - não apenas para turistas - familiar

O tour dura uma tarde inteira e a atmosfera do castelo é mágica, desde o trajeto até seu interior, de fato. Nos encontramos na sede do ParisCityVision por volta de 1 da tarde e, meia hora depois, iniciávamos nosso trajeto até o castelo em uma confortável van. Eu sou suspeita pois adoro o visual do inverno mas, ver as estradas com aqueles tons de cinza e árvores de galho seco foi bem poético. No caminho passamos por pequenas vilas com casinhas que mais pareciam ter sido trazidas à realidade de uma tela de cinema - e o filme era de época - coisa mais linda! 

Não consegui descobrir o nome da vila mas, sigo encantada por ela!

1h30 de estrada depois chegamos ao estacionamento do chateau e, como é de praxe, nossa acompanhante do ParisCityVision nos acompanhou até a entrada, nos entregando nossos bilhetes de acesso e dando algumas dicas preciosas. A melhor delas, pensando agora, foi: se concentrem no castelo pois, por conta da chuva, deve estar lotado. 

Enquanto esperava na fila, não pude deixar de me fascinar com os detalhes na fachada do chateau...

Dito e feito, a fila para entrar no castelo estava gigantesca mas, antes de chegar até ele, passamos por algo que parece uma estrebaria, já com motivos natalinos, muita decoração pensada para crianças e também itens de época como algumas charretes. O lugar é lindo e fica bem lotado de crianças encantadas com a decoração que "parece de algodão doce". 
Passada essa etapa você verá à sua frente o caminho para o Chateau (deslumbrante a vista de longe) e também, no meu caso, da fila na frente dele. No dia de minha visita fazia muito frio com vento e chuva para ajudar a cair um pouco mais a sensação térmica. Por isso na fila, funcionários do palácio serviam chocolate quente para as pessoas. Achei uma graciosa atenção. Depois, percebi que eles também fizeram pequenas fogueiras meio que ao longo da fila, mas que apagavam quando a chuva aumentava sua intensidade. 

Perdi preciosos 45 minutos na fila e depois de entrar, peguei meu áudio-guia em português (do Brasil!) e iniciei meu tour. O chateau é menor que Versailles mas recebe tantos visitantes que, comparando, achei mais claustrofóbico - muita, mas muita gente mesmo, por metro quadrado. Muitas crianças, infinitamente mais do que havia visto quando visitei Versailles no ano interior. E, uma curiosidade: vi muito mais famílias francesas do que turistas gringos. Franceses levando filhos para ensinar história em um lugar tão carregado dela. Achei incrível mas, com as crianças você vai precisar de uma dose extra de paciência. Os ambientes ficam mais barulhentos e felizes e, algumas vezes, elas vão "furar a fila" à sua frente. Ok, nada demais, segue o baile!

Aposentos de Marie Madeleine, esposa de Fouquet e senhora de Vaux-le-Vicomte

O primeiro andar é dedicado a te mostrar a história de Nicolas Fouquet, o ministro das finanças de Luis XIV que idealizou e construiu o Chateau Vaux-le-Vicomte. Seus quartos, inspirações, ligações políticas, interesses, tramóias... tudo isso é bem detalhado durante a visita do primeiro andar. Ao descer, somos conduzidos para outra área, a dos criados. Confesso que, nesse ponto da visita, estava com medo de não ter tempo de chegar à nossa cereja do bolo: a decoração de Natal do palácio. E, por isso, passei meio correndo por ela. 

E chegamos às alas de natal! <3 

Eu viro criança quando o assunto é natal com neve... <3

Salões e mais salões nos motivos natalinos, com direito à árvores gigantescas, mesas lindíssimas, lareiras aconchegantes e trilha sonora garantindo a aura mágica que o Natal merece. 

Como foquei no interior do palácio por conta da chuva, pretendo voltar à Vaux-le-Vicomte para conferir seus inúmeros jardins. Com certeza, é um passeio também muito lindo de se fazer no outono ou primavera, com temperaturas amenas e, sem previsão de chuva! Antes de me reunir com o pessoal da ParisCityVision novamente, eu obviamente passei pela boutique de souvenirs, onde adquiri e já estou devorando um livro sobre a história do Chateau. E também uma caneca divertidíssima que deixarei a foto para vocês aqui embaixo! :)

Chegamos de volta em Paris perto de 18h30 e ainda consegui parar para um chocolate quente vendo as luzes brilhantes do Jardin des Tuileries antes de ir para casa jantar. Que dia absolutamente delicioso, amei e recomendo o passeio - fez minha época de festas ainda mais mágica e feliz. E tem inúmeros outros passeios temáticos no site, vocês podem conferir clicando aqui para saber o que fazer quando estiverem Paris para o Natal e o Réveillon

Na caneca que comprei, cada lado dizia uma coisa: Marie Madeleine, dizia "a elegância sou eu" enquanto Nicolas Fouquet dizia "a inteligência sou eu". Qual lado você usaria hoje? Rá!

Confira também o vídeo sobre a experiência ;)



- À bientôt Vaux-le-Vicomte!


Leia também

2 comentários:

  1. Nossa, devia tá um friooooooooooo
    heheheehehehehehehe
    Que fotos lindas Camilla!
    Deve ser uma experiência maravilhosa!
    Amei a caneca!

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Estava bem frio mesmo Fer! >.< Mas eu gosto! rs

    Beijinhos!

    ResponderExcluir