Virei foto de Pinterest em Paris!

2 Comments
Se alguém me dissesse, lá atrás, que com 30 anos eu faria um shooting (ensaio fotográfico) em Paris com um super fotógrafo e teria esse material comigo para guardar como recordação pro resto da vida - eu provavelmente não acreditaria. Não por que eu não gostasse de foto mas, por achar a ideia de ter alguém profissional me fotografando muito distante da minha realidade de criança do interior de São Paulo. Pois bem.... 

Mademoiselle Paris

Corta para 2017.
Eu, viciadíssima em fotos e vídeos que me tornei, hoje vejo essa paixão ser parte do meu trabalho. E mesmo assim, ao receber a confirmação da primeira sessão de fotos internacional (isso é chique demais gente!) da minha vida, senti um friozinho na barriga.

O fotógrafo que fez as fotos se chama Filipe Xavier, o @fotografoparis lá do insta, e eu me encontraria com ele para fazer esse ensaio que, pra mim, é ainda outra forma de registrar meu amor à cidade e a realização de sonhos.

O Filipe é um brasileiro que mora em Paris há cerca de 10 anos e tem como proposta contar histórias através das fotos, documentando dias felizes, sonhos realizados e momentos importantes na vida de seus clientes.

Mademoiselle Paris

Como a ideia é a de ter uma recordação atemporal de uma viagem inesquecível, desde o dia em que confirmamos nossas fotos comecei a pensar em como faria uma mala leve e que tivesse um número legal de looks para fotografar.

Logo de cara, pensei em usar e abusar de acessórios, que já são uma super dica para looks de inverno no geral. Chapéus, gorros, cachecóis e tiaras - bem como uma ou outra troca de tricot e casaco ajudaram a vencer esse desafio.

Levei um casaco pesado (azul) comigo no avião e outro, leve e muito quente (preto), na mala para Paris. Fora isso, escolhi duas peças de tricot que poderiam servir como camadas e também poderia estrelar - mudando a foto totalmente. Acho que o legal do inverno é bem isso: você tem o look fechado quando está na rua com casaco e um novo look ao tirar o casaco e os acessórios mais quentes. Acho que olhando as fotos, vai ficar ainda mais fácil de entender o que eu propus - vamos lá?

Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris

Quando falei com Filipe antes das fotos ele me disse que poderíamos ter uma troca de roupa, no café que iríamos fotografar. No mais, pela experiência dele, era legal abusar dos acessórios. 

E foi o que eu programei....

Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris

14h30
Começamos nossas fotos no Trocadéro e eu comecei exatamente com a roupa que fui encontrá-lo: térmica, suéter, saia de couro, meia-calça, casaco e tênis. Na cabeça minha boina P&B que sempre salva o dia e tem aquele caimento que beira a perfeição. Caiu uma super pancada de chuva bem no momento que nos encontramos mas, 30 minutos depois já começamos a fotografar em frente à minha adorada Tour Eiffel. Aqui já dá pra ver uma certa versatilidade - duas fotos diferentes apenas com a inserção do casaco. 

E então, troquei de boina...

Mademoiselle Paris

Seguimos descendo a praça em direção à torre e então, fiz mais uma mudança: troquei de casaco e de boina. Troca simples, que pode ser feita normalmente na rua. Mas que fez TODA a diferença nas fotos... aqui já temos o 3º look!

p.s.: juro que não estudei a paleta de cores do carrossel antes, a coincidência aí só pode ser sintonia de minha pessoa com o inverno e com a cidade... <3 

Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris

Eu fiquei encantada com absolutamente todas as fotos e looks mas, se eu precisasse escolher apenas um, teria sido esse que usei para fotografar junto do carrossel. Não me canso das cores, da aura e da magia presente nelas. E óbvio: provavelmente não teria ficado tão perfeito se eu tivesse tentado produzir algo casado com o cenário! 😂

Na sequência ao carrossel, seguimos para um mirante próximo ao Trocadéro e, lá, troquei a boina por um chapéu preto de veludo. Voilà!

Mademoiselle Paris

Para variar ainda mais, ali mesmo no mirante, fizemos algumas fotos sem o casaco e troquei o chapéu por uma tiara bem chamativa que dava outra vibe ao mesmo figurino.

Mademoiselle Paris

15h45
Saindo dali, fechei meu casaco preto no corpo para me aquecer e também aproveitei para me enrolar no cachecol e abusar de luvas. O dia estava mais gelado pós-chuva e eu ficava bastante parada para fazermos as fotos, o que é normal mas, me deixou um pouco com frio. Caminhamos então até um café delicioso na esquina da Rue Benjamin Franklin com a Rue Vineuse - se não me engano o nome do lugar era Le Franklin Brasserie. Pegamos uma mesa do lado de fora, pedimos nossos chocolates quentes e.... 

Mademoiselle Paris

Namore alguém que te olhe como eu olhava para esse chocolate....

Mademoiselle Paris

Lá no café mesmo, aproveitei para fazer minha única troca de roupa que precisava de banheiro. Troquei a saia e a camisa por um vestidinho preto que eu amo e que acho ser a cara da cidade. Troquei o tênis por sapatilha e troquei também o tricot verde por essa gola alta vermelha. A tiara era a mesma de corações que eu já estava usando nas fotos do café...

Mademoiselle Paris

16h30
Ao chegarmos na Pont de Bir-Hakeim eu me senti de fato entrando nas minhas pastas de inspiração do Pinterest: meu Deus, nem consigo acreditar que sou eu ali na foto. Mais um momento de coração quentinho e sonho realizado para a conta! 

Mademoiselle Paris

Acho que aqui vale falar também que, fazer fotos é uma arte que leva algum tempo. Você precisa estar ciente que vai ter que aproveitar os microssegundos em que não tem ninguém passando atrás de você e/ou que não tem veículos se aproximando. Eu não ligo pra isso, sei que é cansativo mas me divirto tanto no processo que não ligo mesmo de passar aquele tempo ali, construindo essas lembranças da melhor forma possível. :)

Para diferenciar novamente as fotos, tirei o casaco e a blusa de gola alta e coloquei minha boina vermelha, uma das aquisições dessa viagem... 

Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris

Ainda para mostrar como simples detalhes fazem a diferença, troquei apenas a cor da boina e.... 

Mademoiselle Paris

Na sequência fomos fazer umas fotos mais quentinhas (leia eu me encapotei de novo pois, não curtimos hipotermia! rs). Agora, coloquei o cachecol preto e branco que é bem mais quente e mudei para a boina preta que achei ter muito a vibe da Bir-Hakeim. Ali na ponte tem um recuo, como tem em várias outras pontes de Paris mas, nesse, a foto com a torre e o Sena fica de um angulo de chorar de tão lindo. E eu estava quase chorando com o pôr-do-sol atrás do Filipe e sua câmera nesse momento... ô sorte! 💖

Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris

Aqui já dá pra ver um pouco melhor o recuo e o céu ficando azul mais escuro, para combinar com meu casaco.... valeu Deus!

Mademoiselle Paris

Voltei para o casaco azul mas, dessa vez com o cachecol colorido jogado no pescoço e minha boina preta ajudando a dar aquele ar de look mais despojado: pronta para uma taça de vinho no fim do expediente essa francesinha.... 

Mademoiselle Paris
Mademoiselle Paris

Beijo para o pôr-do-sol que não consegui fotografar mas, que meus olhos vão sempre recordar.. 

Enquanto eu trocava de look pela derradeira vez ali ao lado de um dos pilares da ponte, o céu ficou de um tom inexplicável e deixou o contraste com a Torre, ainda mais lindo!

Mademoiselle Paris

17h30
Como a noite já seria uma realidade em questão de minutos, voltei para o meu tênis quentinho. Também voltei para o casaco preto que, apesar de mais leve que o azul é infinitamente mais quente. E me diverti com as peripécias do vento, tentando tirar ora minha boina, ora meu cachecol. 

Mademoiselle Paris

Um batonzinho faz uma diferença no look dia vs noite, né mores?

Mademoiselle Paris

Resumindo:
Foram mais ou menos 3 horas fotografando pelos arredores da torre, 12 looks no total, mais de uma centena de fotos e lembranças que vou levar por toda uma vida. Prova de que super dá pra viajar no inverno só com uma mala de mão e ter muitas fotos lindas - inclusive. Com esses looks + algumas calcinhas limpas e + duas ou três camisetas térmicas vocês passam 15 dias facilmente. Não é fácil logo de cara mas, é fácil. Acreditem, a chave de tudo é planejamento. E eu aprendi isso na marra, fazendo, pra conseguir realizar meus sonhos. E se eu conseguir ajudar um tiquinho que seja na realização do sonho de você, leitor, já ganhei meu dia. :) 

Quanto às fotos, não tenho palavras para descrever (ainda mais) o trabalho do Filipe. Amei. Mais um sonho que se realiza e vou poder mostrar pra meus netinhos quando estiver bem velhinha. Mas, por hora, compartilho com vocês. 

Acreditem no sonho. Se planejem. Pensem nos detalhes e troquem uma ideia com o Filipe (é @fotografoparis lá no insta!) para terem as memórias de vocês registradas ad eternum. Muito mais legal que um souvenir qualquer de lojinha (apesar de eu também amar essas coisas *risos).


- À très bientôt @fotografoparis, faremos novas lindezas dessas bem em breve! 😍


Leia também

2 comentários: