Eigengrau, No Escuro

0 Comments
Eu cheguei do teatro naquela noite de terça-feira e seguia reflexiva, curtindo o eco do silêncio. Ainda pensava nos vários temas que a peça que havia assistido abordou. E a cabeça também viajava por temas relacionados como o texto que havia lido em alguma rede social naquele dia mais cedo, afirmando que o teatro estava morrendo.

Quantas vezes anunciaram a morte de algum meio de comunicação ou de expressão?

Há espaço para todos, escolha o que melhor te agrada e pare de tentar decretar a morte do que agrada aos outros. Aliás, se aplicássemos essa regra em todos os âmbitos da vida, talvez houvesse mais paz. Me peguei pensando... mas somos humanos, no fim das contas. Então, há que se conviver.

E antes que você, leitor, pense: nossa, ela ela deve estar de TPM...

Não. Era apenas mais um daqueles momentos em que tem tanto dentro, que uma peça se tornava o gatilho perfeito pra esse muito vir pra fora. Mas podia também ter sido uma música, uma cena cotidiana, uma conversa com alguém.

Mas, no caso, foi uma peça. Sim, a peça. Vamos à ela:


Eigengrau, No Escuro. Direção de Nelson Baskerville. 
Indicado ao Prêmio Shell de Melhor Direção no ano passado (2017). 

O texto retrata com humor e certa ironia, as angústias da geração que está na faixa dos 30 (prazer, sou dessa geração!). Tudo a partir do relacionamento existente entre quatro personagens. 
A peça aborda quão efêmeras estão as relações do nosso cotidiano, em uma sociedade ainda machista, individualista e hiper competitiva. 

Eigengrau é uma obra que lança questionamentos com a mesma urgência de seus diálogos rápidos e cortantes. Gritantes. 

A palavra que dá nome ao espetáculo, Eigengrau, se refere à cor vista pelos olhos na completa escuridão. Metaforicamente é nesse espaço que parece não ter luz ou saída que se encontram os personagens: Carol, Marcos, Rosa e Tomás. Todos na tentativa de entender seus afetos, paixões e posicionamento diante da vida. 

Vale lembrar que se trata de uma comédia dramática, ou seja: você vai rir mas, vai se compadecer das dores e angústias deles. Vai sair repensando um tanto de coisa e quem sabe fale sobre isso com alguém. Como eu estou fazendo com você leitor. 

A peça fica em cartaz até 29/03 então espero que você corra e garanta seu ingresso já! E venha me contar depois o que achou, pra gente refletir junto. :) 

Serviço
Eigengrau, no Escuro
Teatro Porto Seguro - Alameda Barão de Piracicaba, 740 | Campos Elísios
Quartas e quintas, às 21h
Ingressos de R$40 a R$50
Classificação 16 anos


Leia também

Nenhum comentário: