Aquele com o planejamento de viagem

0 Comments
Sempre ouvi dizer que pra fazer grandes viagens eu precisaria de grandes quantidades de dinheiro. Isso pode até ter seu fundo de verdade mas, não confunda essa fala com o obstáculo para realizar seu sonho de percorrer o mundo. 
Venho aprendendo nos últimos dois anos que o melhor amigo do sonhador é o planejamento, isso com certeza se aplica no universo das viagens. Conhecer o mundo requer planejamento, muita pesquisa, muito empenho e tranquilidade para ir dando um passo de cada vez. 

Esse post inicia uma série em que eu quero compartilhar o que venho aprendendo com vocês. 
E também ajuda a reunir informações num só lugar, afinal na correria, é esse tipo de facilidade que conta não é mesmo?

Mademoiselle Paris

Tive um namorado uma vez que me dizia que só poderia fazer algo quando tivesse toooodo o dinheiro para bancar aquilo. Na época eu achava que ele estava certo mas, acabei desenvolvendo um método que acho que combina a inteligência do pensamento de conhecer seus limites financeiros com a flexibilidade de encaixar pagamentos na sua planilha mensal de gastos. 

Eu explico. 
Hoje em dia eu não passo 12 meses do ano juntando $ para quem sabe comprar uma passagem à vista no fim do ano. Ou nas próximas férias. Ou quando der na telha. 
Eu não dou mais sorte ao acaso e nem deixo o tempo rolar solto. Ele passa depressa demais, meus caros. Então, eu aumentei meu período de planejamento das minhas viagens. 
E vou dizer que a sensação é ótima pois parece que tudo já está rolando desde quando decido começar o planejamento até o momento em que o embarque acontece e eu estou de fato a caminho do destino escolhido. 

Comece primeiro definindo o destino dos sonhos. 
No meu caso, Paris - alguém tinha alguma dúvida? 😅

Você precisa logo de cara calcular a média do valor que sua viagem vai ter, pra saber como incluir esse valor no orçamento. Então o primeiro passo no planejamento é esse levantamento de custos: 

- defina em que época do ano você pode / quer viajar e crie alertas em sites de passagens para tirar uma ideia de custo de deslocamento
- defina o objetivo da viagem: conhecer o lugar? relaxar? curtir a vida adoidado? Cada objetivo tem um custo diferenciado.
- se conheça: saiba o quanto e o que você realmente precisa diariamente - comida, transporte, rotinas... eu, por exemplo, sou muito tranquila em viagem. Como bem pela manhã (às vezes nem tão bem), sempre tenho snacks na bolsa, paro muito por cafés e geralmente só vou ter uma refeição decente à noite. Então meu cálculo de gastos de comida é inteiramente diferente do cálculo de alguém que precisa fazer as 3 refeições principais para se sentir bem. 
- atualmente temos cada vez mais opções de hospedagem: o tradicional hotel, os hostels baratex, os modernos airbnbs e até os bed&breakfasts da vida. Sem falar nos lugares em que você troca trabalho por estadia - nunca fiquei em nenhum lugar assim mas, dizem que é bem funcional quando se está rodando a um bom tempo. De qualquer modo, tenha atenção: a escolha da sua hospedagem não influencia só no valor da viagem, influencia na sua viagem como um todo. Você precisa escolher por identificação e não apenas pelo seu bolso. Já imaginou ficar num lugar em que não está confortável e/ou se sente seguro? Estraga todo o clima da viagem! 
- por fim, você tem que saber que tipo de viajante você é: se você só se locomove de transporte público, se faz muita coisa a pé ou se vai andar de Uber e táxi pra cima e pra baixo. Tem ainda o viajante que aluga carro - não posso comentar essa realidade pois é muito distante da minha :/
- ah! E extra: não esqueça de já garantir um chip com internet ilimitada desde o Brasil. Isso te dá uma independência absurda não só em Paris como eu qualquer destino, uma vez que com internet no seu celular você pode verificar caminhos, disponibilidade em restaurantes, atrações e até usar o Google Tradutor se preciso ;) Nessa minha última ida à Paris eu testei a @easysim4u (se você me segue lá no Instagram viu que bombou de stories e snaps graças à eles!) e adorei já pousar na França com sinal de internet. Mais sensação de chegar em casa impossível! ❤

Depois de pensar em todos esses itens e colocar suas ideias no papel, vai por mim: crie um método. 
Eu tenho uma planilha que uso pra ir planejando. E alterando quando preciso. E vou comprando e reservando as coisas aos pouquinhos. Num mês, rola uma promo de passagem e pá! Compro parcelado. No outro mês você pode achar uma casa incrível por um preço acessível e já garantir a reserva. O dólar caiu e você corre na casa de câmbio pra já garantir um pouquinho mais de dinheiros pro seu sonho! E por aí vai...  

Quer fazer intercâmbio e não tem grana? Porque não procura uma agência que você pode ir pagando aos poucos até o embarque? É possível e você não se aperta tanto. Quer viajar para o outro lado do mundo e a passagem tá muito alta? Tente reservar com o máximo de antecedência, fique de olho em promoções e parcele o valor! Tudo o que você precisa é dedicação e paciência. Vários dias podem se passar sem que você encontre uma opção que caiba no seu bolso ou que seja atraente. Não desista! Vai pesquisando, vai reservando. Vai vivendo sua viagem dos sonhos desde agora, leitor! Assim você vai ficando cada vez mais perto dela. E já vai se animando. E vai sonhando. E vai sendo feliz desde já!

É como um jardim. Você vai cuidando dia a dia e quando menos espera, acorda com rosas. :) 

Esse ano vou pela 3ª vez em 3 anos para Paris e, para quem nunca tinha viajado de avião até 5 anos atrás, e que não conseguia se vislumbrar visualizando a torre Eiffel há 3, eu realmente vi o pulo que a vida pode dar de um momento para o outro. 

O mais difícil, nem é o planejamento. 
É a decisão de planejar de verdade. É a decisão de partir. 

*no próximo post vou compartilhar uns aplicativos e sites pra você salvar aí nos favoritos e começar a planejar sua viagem dos sonhos também. Sonhos podem ser realidade sim, basta você não desistir deles. Vem comigo! ✈❤


Leia também

Nenhum comentário: