Feliz 2020!

0 Comments
Oi leitor, tudo bom? Ainda está por aí?
Feliz década nova! ❤
O briefing da virada foi esse: simples com um toque de brilho. Pra combinar com os meus desejos para 2020. 

Confesso que esse tempo fora de radar não foi planejado. Quase 1 ano... nossa! 
Vou contar que no início, ter que me ausentar daqui foi uma de dualidade enlouquecedora: não sabia se chamava isso de benção ou de maldição. Nesse tempo eu chorei, eu ri, eu não soube o que fazer. Quando tiram algo de você abruptamente - mesmo que para o bem -, isso mexe fundo. Eu ainda estou vivendo essa montanha-russa, porém agora com um pouco mais de consciência. Tentando, um dia de cada vez, respeitar meus limites. Conhecer meu tempo. Dosar melhor o que ouço de fora e o que vem de dentro.

Faz sentido?

Eu precisei ficar doente e estressada e maluca para entender o real poder tóxico de uma agenda lotada. Logo eu, que sempre detestei não ter nada pra fazer me vi implorando e até pagando pra ter uns minutos a mais só pra mim. Pra fazer justamente, nada. E não pensem que é assim super fácil: parou, melhorou. Não. Parar é só o início do processo. Porque, ao parar, a cabeça colapsa. A tão falada FOMO ataca. A ansiedade destrói nosso peito e nossas unhas. E tem um efeito ainda pior na nossa cabeça pois nos impede de ver ali, na nossa frente, tudo de bom que tá rolando. A gente foca só naquilo que queríamos ter feito e por algum motivo, não conseguimos fazer.

É tão fácil "arrumar alguma coisa para fazer" hoje em dia que, realmente conseguir não fazer nada é literalmente uma benção. E a minha meta para esse 2020 que se inicia é só essa: respeitar o tempo.
O meu tempo. 

Acho que o termo da moda pra descrever pessoas que estão em busca do mesmo que eu agora é 'slow-living'. Já foi mindfullness também. E tantos outros ao longo da história. 

O que importa é entender a essência: não somos robôs. Nossos corpos não são todos iguais. E tá tudo bem com isso. Eu preciso de 7h de sono por dia pra me sentir bem, recomposta e disposta. Se você precisa de menos tempo, ou até de mais tempo, tudo bem. É esse o seu objetivo. E por aí vai, acho que já deu pra entender o que estou tentando esboçar aqui. 

Esse post foi mais para dar um oi, dizer que voltei. No meu tempo, sem frequência obrigatória e sem pirar e virar noite pra editar coisas. Mas voltei. Pois esse cantinho é parte do meu coração, me faz um super bem e fez muita falta. 

E me ensinou em 2019 que, mesmo algo bom pode sair do controle se não prestarmos atenção.
Mais uma lição para a sua lista, Mademoiselle. 

Cheers, leitor! Por um ano mais presente, mais vívido (e vivido) e mais equilibrado. 

Tudo a seu tempo. ;) 


Leia também

Nenhum comentário: